Em um mês, preço do feijão sobe quase 53% no Recife

Entre maio e junho deste ano, o preço do feijão subiu 52,77% no Recife, segundo pesquisa do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). O levantamento, publicado nesta terça-feira (6) no site do órgão, revela ainda que a cesta básica compromete 45,18% do salário mínimo, que hoje equivale a R$ 880.

Em junho, o valor da cesta básica na capital pernambucana chegou a R$ 365,79, que, segundo o estudo, representa uma alta de 9,57% em comparação com o ano passado. Já em relação ao mês anterior, o aumento foi de 3,39%. O impacto sobre o salário tem aumentado desde abril, quando a cesta já afetava cerca de 44% da remuneração, segundo estudo divulgado pelo Procon.

Nos últimos meses, os consumidores têm se surpreendido com o preço alto do feijão. Em maio, o Dieese tinha identificado um aumento de 7,2% no valor do grão no Grande Recife, onde o quilo chega a ultrapassar os R$ 10.

Depois do feijão, os maiores aumentos foram da manteiga (9,24%) e do leite (8,53%). Os três alimentos registraram alta em todas as capitais do país. Para os pesquisadores do órgão, essa alta no preço do feijão, que vem sendo verificada desde o início do ano, se deve principalmente ao clima.

A área de plantação do grão diminuiu e a cultura da soja ganhou mais espaço. Assim, no mês passado, o Brasil precisou importar o produto, o que impactou ainda mais no preço. No entanto, o documento aponta uma melhora nos próximos meses, já que a safra irrigada começa em julho, o que, segundo o órgão, pode normalizar a oferta.

Também houve baixa no valor de alguns itens. O tomate apresentou a maior queda: 12,44%. Os outros produtos que tiveram redução no preço foram: o óleo (-3,48%), a banana (-3,47), o açúcar (-2,09), a carne (-1,03%) e o pão (-0,46). O arroz foi o único alimento que não registrou nenhuma variação no período.

Segundo o Dieese, 13 produtos compõem a cesta básica do brasileiro. Além dos alimentos já citados, fazem parte do grupo batata, café e farinha. O estudo não leva em conta os itens de higiene e limpeza.

—-

Foto: Marcos Santos / USP Imagens
>Do G1 PE
>Via Dep. de Jorn. da Orobó FM, (Eraldo Albuquerque -Orobó; Quarta, 06 de Julho de 2016 -17h24m) 


Deprecated: Tema sem comments.php está obsoleto desde a versão 3.0.0 sem nenhuma alternativa disponível. Inclua um modelo comments.php em seu tema. in /home/orobofm/public_html/wp-includes/functions.php on line 5523

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fale Conosco

Share on facebook
Share on whatsapp

Telefones Úteis

  • OROBÓ FM  81 3656 1264
  • ABRIGO SÃO FRANCISCO de ASSIS 81 3656 1594 / 81 9678 7378 (TIM)
  • BANCO do BRASIL  81 3656 1144
  • CÂMARA MUNICIPAL 81 3656 1143
  • CELPE (Companhia Energética de PE) 81 3621 1279 (Carpina)
  • COMPESA (Companhia de Água e Esgoto de PE) 81 3656 1162
  • COMSEF (Comunidade Semeando o Futuro) 81 3656 1399
  • CONSELHO TUTELAR 813656 1206
  • CORREIOS (Empresa de Correios e Telégrafos) 81 3656 1135
  • DETRAN (Departamento Estadual de Trânsito) 81 3638 1194 (Bom Jardim)
  • DELEGACIA (PC) 81 3656 1190
  • DESTACAMENTO (PM) 81 9513 3884
  • ESCOLA ABÍLIO de SOUZA BARBOSA 81 3656 1499
  • ESCOLA PROFESSORA RITA MARIA DA CONCEIÇÃO 81 3656 1578
  • HOSPITAL SEVERINO TÁVORA 81 3656 1124
  • PARÓQUIA NOSSA SENHORA da CONCEIÇÃO 81 3656 1226
  • PREFEITURA 81 3656 1156
  • SECRETARIA de SAÚDE 81 3656 1177