Habilitação de cinquentinhas passa a ser exigida

Adiada em fevereiro, a exigência de habilitação para usuários de “cinquentinhas” começa a vigorar nesta quarta-feira (1º). Quem for flagrado sem Carteira Nacional de Habilitação (CNH) da categoria A ou Autorização para Conduzir Ciclomotor (ACC) pode ser multado em R$ 574,62, o equivalente a três vezes uma infração gravíssima, e ter o veículo apreendido.

A etapa é a que faltava de um ciclo de regularização iniciado em agosto de 2015, quando a placa e o uso de capacete pelos usuários passaram a ser obrigatórios. Entretanto, parte do público, segundo a entidade do setor, não se adaptou à medida.

O entrave segue sendo a ACC, uma possibilidade ao alcance de qualquer condutor nos pátios do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PE), mas ainda pouco ofertada nas autoescolas. A queixa é do presidente da Associação dos Usuários de Ciclomotores (Anuc), Leo Toscano. “A cadeia não está completa. Quem for ao Detran consegue dar entrada. O problema é achar onde fazer as aulas teóricas e práticas”, critica.

“Não somos a favor de uma nova prorrogação do prazo. Apenas que haja a possibilidade de o usuário escolher se quer ACC ou CNH. As queixas partem de todo o Brasil. É um problema generalizado, que está afetando parte das 60 mil pessoas que a gente tem aqui em Pernambuco”, completa Toscano, que representa cerca de 1,5 milhão de usuários de ciclomotores no País.

De acordo com centros de formação de condutores, o que tem havido é uma baixa procura pela ACC. Estaria pesando o fato de, mesmo sendo mais barato e tendo uma carga horária de aulas teóricas e práticas menor, o documento só permitir que a pessoa habilitada pilote as 50cc.

Por outro lado, a CNH A autoriza a condução de qualquer tipo de moto, inclusive ciclomotores, o que abre portas para que o usuário possa migrar de transporte num outro momento. A ACC custa, em geral, até R$ 600 e tem currículo de 20 horas de aulas teóricas e dez práticas. Já a CNH demanda investimento de até R$ 800 e 45 horas de aulas teóricas e 20 práticas.

Conforme o Detran-PE, nenhuma ACC foi emitida no Estado desde o fim do ano pas­sado, quando o documento foi regulamentado. Os pátios do órgão já contam com ciclomotores para exames práticos. Paralelamente, 31.093 veículos do tipo foram empla­cados desde agosto de 2015.

—-

Foto: Alfeu Tavares / Arquivo Folha
>Da Folha de PE

>Via Dep. de Jorn. da Orobó FM, (Eraldo Albuquerque -Orobó; Quarta, 01 de Junho de 2016 -10h07m)


Deprecated: Tema sem comments.php está obsoleto desde a versão 3.0.0 sem nenhuma alternativa disponível. Inclua um modelo comments.php em seu tema. in /home/orobofm/public_html/wp-includes/functions.php on line 5523

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fale Conosco

Share on facebook
Share on whatsapp

Telefones Úteis

  • OROBÓ FM  81 3656 1264
  • ABRIGO SÃO FRANCISCO de ASSIS 81 3656 1594 / 81 9678 7378 (TIM)
  • BANCO do BRASIL  81 3656 1144
  • CÂMARA MUNICIPAL 81 3656 1143
  • CELPE (Companhia Energética de PE) 81 3621 1279 (Carpina)
  • COMPESA (Companhia de Água e Esgoto de PE) 81 3656 1162
  • COMSEF (Comunidade Semeando o Futuro) 81 3656 1399
  • CONSELHO TUTELAR 813656 1206
  • CORREIOS (Empresa de Correios e Telégrafos) 81 3656 1135
  • DETRAN (Departamento Estadual de Trânsito) 81 3638 1194 (Bom Jardim)
  • DELEGACIA (PC) 81 3656 1190
  • DESTACAMENTO (PM) 81 9513 3884
  • ESCOLA ABÍLIO de SOUZA BARBOSA 81 3656 1499
  • ESCOLA PROFESSORA RITA MARIA DA CONCEIÇÃO 81 3656 1578
  • HOSPITAL SEVERINO TÁVORA 81 3656 1124
  • PARÓQUIA NOSSA SENHORA da CONCEIÇÃO 81 3656 1226
  • PREFEITURA 81 3656 1156
  • SECRETARIA de SAÚDE 81 3656 1177