No Dia Internacional da Tireoide, especialista esclarece mitos e verdades sobre a glândula

Nesta quarta-feira (25), é marcado o Dia Internacional da Tireoide, data para lembrar da importância de não descuidar da saúde desta glândula. Mas, pensando bem, você realmente sabe qual a função da tireoide no nosso organismo? Acertou quem disse que ela não tem apenas uma, mas várias obrigações para nos fazer funcionar perfeitamente. Os hormônios tireoidianos, o T3 e T4, agem praticamente em todas as células do nosso corpo e influenciam diretamente diversas tarefas cotidianas. Só para ter uma ideia, essas substâncias interferem diretamente nos batimentos cardíacos, regulação do intestino, composição da massa muscular, funcionamento do sistema nervoso, capacidade de concentração e até no controle do nosso sono.

Quando o assunto é a tireoide, muitas são as dúvidas que acometem os pacientes sobre as principais doenças causadas pelo mau funcionamento desta glândula: o hipotireoidismo (baixa produção de hormônios tireoidianos) e o hipertireoidismo (produção demasiada de hormônios da tireoide). As disfunções engordam? As mulheres que convivem com um dos distúrbios não podem engravidar? É verdade que essas doenças diminuem ou aceleram o metabolismo? Para desmistificar os mitos e esclarecer algumas questões, o Casa Saudável conversou com a endocrinologista Maria Amazonas, presidente da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Regional Pernambuco (SBEM-PE). Vamos ao tira-teima!

Ao notar os sintomas acima em conjunto, o ideal é procurar o endocrinologista para avaliar o funcionamento da tireoide (Ilustração: Bruno de Carvalho / NE10)

Ao notar os sintomas acima em conjunto, o ideal é procurar o endocrinologista para avaliar o funcionamento da tireoide
Ilustração: Bruno de Carvalho / NE10

1. É verdade que as doenças da tireoide atingem mais as mulheres?

Verdade. São diversas as causas das doenças da tireoide, e entre as mais comuns estão as doenças autoimunes, espécie de rejeição do nosso corpo à glândula. Esses problemas são mais frequentes em mulheres. Entre as principais está a Tireoidite de Hashimoto* ou a Doença de Graves**, também conhecida como Bócio Difuso Tóxico, que acaba levando ao hipertireoidismo.

2. O hipotireoidismo engorda?

Mito. Existe esta crença de que a doença engorda. Inclusive, muitas pessoas costumam procurar o médico achando que estão gordas porque têm hipotireoidismo. Mas a doença não leva a um ganho de peso tão grande, na verdade é muito mais inchaço e retenção de peso. Quando começamos o tratamento e as taxas são normalizadas, o paciente logo volta ao peso normal.

3. Mulheres que têm hipotireoidismo ou hipertireoidismo não podem engravidar?

Em parte verdade. Existe uma preocupação maior dos especialistas com as gestantes em relação aos hormônios tireoidianos. Por ser uma glândula muito importante, é essencial na gestação. É importante que antes de engravidar, a tireoide da paciente esteja regular. As mulheres que já têm a doença (hipotireoidismo), devem ser acompanhadas durante toda a gestação, principalmente nos três primeiros meses. Já para quem tem hipertireoidismo, o ideal é que a paciente já esteja fora do quadro ou tenha feita tratamento conclusivo da doença. É essencial que a gestante esteja com os hormônios satisfatórios. O nível de normalidade é até mais rígido nas gestantes, para que a gravidez evolua com menor risco de aborto, trabalho de parto prematuro e outras complicações.

4. A doença interfere no metabolismo?

Verdade. Como é uma glândula que produz hormônios que agem em todas as células, pode interferir no metabolismo do paciente. Quando em em excesso, por exemplo, o metabolismo tende a acelerar, por isso que há uma redução de peso muito rápida.

5. A alimentação pode influenciar o aparecimento das doenças da tireoide?

Em parte verdade, em parte mito. Existem algumas pesquisas que mostram que a ingestão intensa de soja pode interferir no funcionamento da tireoide. Outras mais recentes, apontam que consumir muitos alimentos com glúten podem intensificar a reação autoimune e comprometer a glândula. Mas isso não quer dizer que o paciente tenha que excluir  totalmente da sua alimentação ingredientes específicos. Tudo tem que ser muito bem avaliado nos exames.

6. É verdade que nódulos que possam vir a aparecer são sinal de câncer?

Mito. O surgimento de nódulos na região da tireoide é muito comum, principalmente em mulheres. A maioria deles são benignos e não precisam de intervenção cirúrgica, apenas tratamento com especialista. Só há indicação de cirurgia se houver forte suspeita de câncer após punção do nódulo. Outro caso para retirada de nódulos é quando eles extrapolam tamanhos de acordo com protocolos médicos.

7. É necessário fazer os exames para a tireoide todos os anos?

Mito. Na população em geral, a recomendação é que as pessoas comecem a fazer uma avaliação anual da tireoide a partir dos 40 anos, principalmente as mulheres. Mas, claro que existem situações de vida que o acompanhamento desta glândula precisa ser antecipado, como: gestação, crianças que têm deficiência de crescimento, pacientes com obesidade e outros grupos de risco específicos. Vale lembrar que depois de 40 anos, o risco de doenças na tireoide aumenta a cada década.

8. O tratamento de doenças para tireoide só funcionam com intervenção cirúrgica?

Mito. A princípio, os tratamentos são com medicamentos e controle das taxas através do exame de sangue TSH***. Em alguns casos de hipertireoidismo, é necessário tratamento com iodo radiativo**** ou remoção da tireoide com cirurgia.

* Doença autoimune que ataca a glândula da tireoide
** Doença autoimune que leva à superatividade da glândula
*** O TSH é um dos exames mais comuns prescritos pelo médico para verificar se o paciente tem distúrbios na tireoide
**** Tratamento feito com iodo radiativo que pode destruir a glândula da tireoide ou quaisquer células cancerígenas na glândula

—-

Foto Destacada: Ilustração: Bruno de Carvalho / NE10
>Do Casa Saudável
>Via Dep. de Jorn. da Orobó FM, (Eraldo Albuquerque -Orobó; Quarta, 25 de Maio de 2016 -12h17m)


Deprecated: Tema sem comments.php está obsoleto desde a versão 3.0.0 sem nenhuma alternativa disponível. Inclua um modelo comments.php em seu tema. in /home/orobofm/public_html/wp-includes/functions.php on line 5523

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fale Conosco

Share on facebook
Share on whatsapp

Telefones Úteis

  • OROBÓ FM  81 3656 1264
  • ABRIGO SÃO FRANCISCO de ASSIS 81 3656 1594 / 81 9678 7378 (TIM)
  • BANCO do BRASIL  81 3656 1144
  • CÂMARA MUNICIPAL 81 3656 1143
  • CELPE (Companhia Energética de PE) 81 3621 1279 (Carpina)
  • COMPESA (Companhia de Água e Esgoto de PE) 81 3656 1162
  • COMSEF (Comunidade Semeando o Futuro) 81 3656 1399
  • CONSELHO TUTELAR 813656 1206
  • CORREIOS (Empresa de Correios e Telégrafos) 81 3656 1135
  • DETRAN (Departamento Estadual de Trânsito) 81 3638 1194 (Bom Jardim)
  • DELEGACIA (PC) 81 3656 1190
  • DESTACAMENTO (PM) 81 9513 3884
  • ESCOLA ABÍLIO de SOUZA BARBOSA 81 3656 1499
  • ESCOLA PROFESSORA RITA MARIA DA CONCEIÇÃO 81 3656 1578
  • HOSPITAL SEVERINO TÁVORA 81 3656 1124
  • PARÓQUIA NOSSA SENHORA da CONCEIÇÃO 81 3656 1226
  • PREFEITURA 81 3656 1156
  • SECRETARIA de SAÚDE 81 3656 1177