Repelentes naturais são mitos, alertam especialistas

Os supostos poderes de repelentes naturais contra o mosquito Aedes aegypti ligados ao extrato de própolis fizeram essa substância vender “como água” nas farmácias do Grande Recife. O NE10 entrou em contato com cinco estabelecimentos e em todos a procura aumentou de maneira tão inesperada que o produto acabou faltando nas prateleiras.

Recentemente, em meio às epidemias de dengue, chicungunha e zika vírus, notícias foram veiculadas sugerindo que ingerir doses diárias dessa substância seria indicado para evitar picadas dos mosquitos. No entanto, especialistas negam que esta relação tenha sido cientificamente comprovada. O biólogo, especialista em entomologia (ciência que estuda os insetos), André Freire Furtado explica que há muitos mitos circulando, no entanto a eficácia de tais produtos não foi confirmada ou totalmente descartada. 

De acordo com ele, que também é pesquisador do Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães (Fiocruz PE), a teoria de que o suor humano e o uso de perfumes atrairiam o mosquito não procede. “Há muita balela por aí. A cultura popular aqui acolá pode até funcionar, mas cada organismo tem sua reação. Não há nada comprovado cientificamente. A única certeza é que os repelentes aprovados pela Anvisa são confiáveis, mas mesmo assim não agem por mais do que duas horas”, comentou o especialista.

Repelentes autorizados pela Anvisa são os mais indicados pelos médicos

Repelentes autorizados pela Anvisa são os mais indicados pelos médicos
Foto: divulgação

Outra teoria popularizada é de que a ingestão de alimentos ricos em vitaminas do complexo B também agem como repelentes naturais. Segundo os ditos populares, as pessoas que reforçam a alimentação ou ingerem suplementos vitamínicos com esse nutrientes tendem a transpirar um cheiro – notado apenas pelos mosquitos – que não agrada o vetor das arboviroses. Porém a nutricionista Sylvia Lobo nega que haja qualquer estudo que comprove essa informação.

“Pode ser que dê certo em um organismo e não dê em outro. Não é uma regra, por isso não dá para sugerir essa tática para todos. O certo é que o excesso de qualquer coisa, mesmo de vitaminas, não é saudável para o organismo”, comentou a nutricionista. Ela ainda falou da teoria do própolis: “Não sabemos se ele é um repelente natural, mas é certo que ele aumenta a imunidade do nosso corpo, por isso não fará mal incluir na dieta.”

O alergologista José Ângelo Rizzo explica que enquanto não há comprovações científicas sobre outras formas de repelir o mosquito Aedes aegypti, a indicação é usar o repelente tradicional como proteção. “Tenho pacientes que têm alergia à picada de mosquitos. Costumo orientar a usarem repelente, colocar telas e mosquiteiros, ligar o ar-condicionado. O repelente deve ser reaplicado a cada duas horas e outra tática é usar roupas claras e com mangas compridas. O resto eu não tenho informação se realmente funciona”, finalizou o médico.

Óleo de Cravo da Índia foi confirmado como repelente natural

Óleo de Cravo da Índia foi confirmado como repelente natural
Foto: divulgação

Embora diversas táticas já aplicadas no dia a dia da população já tenham sido desmistificadas, uma pesquisa da Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Minas Gerais e da Fundação Ezequiel Dias (Funed) atestou a eficiência do uso dos óleos de orégano e de cravo para matar as larvas do mosquito Aedes aegypti. O estudo é um desdobramento de outra pesquisa mais ampla, que testa o uso de produtos naturais para combater diversos tipos de vírus. 

“Nesse cenário preocupante em relação ao vírus da dengue, nós decidimos começar a estudar também plantas que pudessem eliminar o vetor”, acrescentou a pesquisadora Alzira Batista Cecílio, envolvida no estudo, em entrevista à Agência Brasil. O próximo passo desta descoberta é desenvolver uma fórmula para um larvicida baseado nos óleos de orégano e cravo. Depois de pronto, o produto será colocado à disposição do mercado.

—-

Foto Destacada: Divulgação
>Do NE10
>Via Dep. de Jorn. da Orobó FM, (Eraldo Albuquerque -Orobó; Domingo, 20 de Março 2016 -15h40m)


Deprecated: Tema sem comments.php está obsoleto desde a versão 3.0.0 sem nenhuma alternativa disponível. Inclua um modelo comments.php em seu tema. in /home/orobofm/public_html/wp-includes/functions.php on line 5523

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fale Conosco

Share on facebook
Share on whatsapp

Telefones Úteis

  • OROBÓ FM  81 3656 1264
  • ABRIGO SÃO FRANCISCO de ASSIS 81 3656 1594 / 81 9678 7378 (TIM)
  • BANCO do BRASIL  81 3656 1144
  • CÂMARA MUNICIPAL 81 3656 1143
  • CELPE (Companhia Energética de PE) 81 3621 1279 (Carpina)
  • COMPESA (Companhia de Água e Esgoto de PE) 81 3656 1162
  • COMSEF (Comunidade Semeando o Futuro) 81 3656 1399
  • CONSELHO TUTELAR 813656 1206
  • CORREIOS (Empresa de Correios e Telégrafos) 81 3656 1135
  • DETRAN (Departamento Estadual de Trânsito) 81 3638 1194 (Bom Jardim)
  • DELEGACIA (PC) 81 3656 1190
  • DESTACAMENTO (PM) 81 9513 3884
  • ESCOLA ABÍLIO de SOUZA BARBOSA 81 3656 1499
  • ESCOLA PROFESSORA RITA MARIA DA CONCEIÇÃO 81 3656 1578
  • HOSPITAL SEVERINO TÁVORA 81 3656 1124
  • PARÓQUIA NOSSA SENHORA da CONCEIÇÃO 81 3656 1226
  • PREFEITURA 81 3656 1156
  • SECRETARIA de SAÚDE 81 3656 1177