Naufrágio da humanidade

A imagem não saiu da minha mente desde que abri os sites de notícias para conferir os acontecimentos desta quarta-feira, 2 de setembro, nesta tarde de céu nublado em Barcelona. A foto do corpo de uma criança síria, que morreu em mais um naufrágio de embarcações de refugiados que tentam chegar a Europa através do Mediterrâneo, é estarrecedora.

A criança estava em um de dois barcos que partiram com refugiados, separadamente, de Akyarlar, próximo da península turca de Bodrum. A embarcação frágil que levava o menino afundou e estima-se que 12 pessoas morreram, entre elas uma mulher e cinco crianças. Sete pessoas foram salvas e duas estão desaparecidas, sem muitas chances de serem encontradas com vida.

As imagens do seu pequeno corpo na praia, de barriga para baixo, já correram o mundo, nas manchetes dos jornais online e nas redes sociais, e causam comoção, indiganação, sentimento de impotência.

Em um instante, tornaram-se as fotografias mais partilhadas com a hashtag KiyiyaVuranInsanlik — o naufrágio da humanidade. O que é a mais pura verdade! Naufrágio da humanidade que causa muita vergonha!

O destino das duas embarcações, com um total de 23 pessoas, era a ilha grega de Kos, no outro lado do Mediterrâneo. Ali, as autoridades disseram estar convencidas de que os mortos são sírios, oriundos de uma zona controlada pelo Estado Islâmico.

Kos tornou-se um ímã para milhares de pessoas que arriscam a vida para chegar à União Europeia, fugindo de guerras, conflitos e perseguições. Também outras ilhas gregas os recebem: nesta quarta-feira, 2500 refugiados, provavelmente também sírios (segundo a polícia), chegaram a Lesbos, dentro de 60 botes e outras embarcações frágeis.

Os números oficiais dizem que só neste verão europeu morreram 2500 pessoas no Mediterrâneo que tentavam encontrar uma vida melhor na Europa. Onde os líderes políticos fazem reuniões e mais reuniões para discutir o tema, sem resultar em ações concretas.

Não resta dúvida de que este é um drama humanitário sem precedentes, para o qual é preciso encontrar saídas. Um total de 107.500 pessoas — da Síria, Afeganistão, Eritreia, Iraque e Sudão do Sul — atravessaram o Mediterrâneo para alcançar a Europa, em julho de 2015, segundo a Agência Europeia de Controle Fronteiriço (Frontex). Número que é o triplo do  2014. E Calcula-se que 30 mil pessoas tenham perdido a vida neste intento, segundo cálculos da Organização Internacional das Migrações.

Diante de tamanha tragédia, o que fazer? Esta é a pergunta que mais incomoda a Europa e o mundo neste momento.

FOTOS: NILUFER DEMIR/DHA/REUTERS
>Do NE10 

>Via Dep. de Jorn. da Orobó FM, (Eraldo Albuquerque -Orobó; Quarta, 02 de Setembro de 2015 -20h45m)


Deprecated: O arquivo Tema sem comments.php está obsoleto desde a versão 3.0.0 sem nenhuma alternativa disponível. Inclua um modelo comments.php em seu tema. in /home/orobofm/public_html/wp-includes/functions.php on line 5579

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fale Conosco

Share on facebook
Share on whatsapp

Telefones Úteis

  • OROBÓ FM  81 3656 1264
  • ABRIGO SÃO FRANCISCO de ASSIS 81 3656 1594 / 81 9678 7378 (TIM)
  • BANCO do BRASIL  81 3656 1144
  • CÂMARA MUNICIPAL 81 3656 1143
  • CELPE (Companhia Energética de PE) 81 3621 1279 (Carpina)
  • COMPESA (Companhia de Água e Esgoto de PE) 81 3656 1162
  • COMSEF (Comunidade Semeando o Futuro) 81 3656 1399
  • CONSELHO TUTELAR 813656 1206
  • CORREIOS (Empresa de Correios e Telégrafos) 81 3656 1135
  • DETRAN (Departamento Estadual de Trânsito) 81 3638 1194 (Bom Jardim)
  • DELEGACIA (PC) 81 3656 1190
  • DESTACAMENTO (PM) 81 9513 3884
  • ESCOLA ABÍLIO de SOUZA BARBOSA 81 3656 1499
  • ESCOLA PROFESSORA RITA MARIA DA CONCEIÇÃO 81 3656 1578
  • HOSPITAL SEVERINO TÁVORA 81 3656 1124
  • PARÓQUIA NOSSA SENHORA da CONCEIÇÃO 81 3656 1226
  • PREFEITURA 81 3656 1156
  • SECRETARIA de SAÚDE 81 3656 1177