Entre polêmicas e muita confusão, Sport estreia com empate no Nordestão

Desarrumado em campo, com o fôlego limitadíssimo e com o time ainda em formação, pode-se dizer que o empate com o Botafogo-PB, na estreia do Nordestão, saiu de ótimo tamanho para o Sport. O Leão fez uma partida muito fraca tecnicamente, na tarde deste domingo, no estádio Almeidão, em João Pessoa. Foi engolido pelo adversário no primeiro tempo, quando se mostrou inofensivo em campo. Encontrou o empate na etapa final com Felipe Azevedo e, mesmo com um homem a mais desde os 11 minutos da etapa final, não conseguiu tomar proveito da vantagem numérica. Vale ressaltar que essa expulsão de Frontini causou muita indignação dos paraibanos.

Fora de campo, a partida foi marcada por bastante confusão. Antes do jogo, entre a torcida do Botafogo e do Sport – na ocasião um rubro-negro foi atingido por uma bala de borracha. Dentro de campo, a partida foi paralisada aos no segundo tempo, por cinco minutos, em razão de uma confusão entre a torcida do Sport e a Polícia Militar. O spray de pimenta foi levado pelo vento ao campo, atingindo os jogadores e paralisando o jogo. O Leão agora volta a jogar pela Copa do Nordeste na próxima quinta-feira, na Ilha do Retiro, às 21h30 (de PE), no Clássico dos Clássicos, com o Náutico.

O jogo:
Mais bem preparado fisicamente, o Botafogo-PB foi superior ao Sport desde os primeiros minutos. Desarrumado em campo, principalmente do meio de campo para a frente, logo o Leão abriu espaço para o adversário dominar a partida. E não tardou muito para os efeitos chegarem. Aos 5 minutos, Frontini recebeu passe de Lenílson, avançou e mandou um lindo chute, de longe. A bola morreu no ângulo de Magrão. Mesmo com a vontagem no placar, o Belo não diminuiu a pressão sobre o Sport. Ainda que limitado tecnicamente, a equipe paraibana tentava a todo custo ampliar o placar.

Acuado em campo e vendo a bola bater e voltar do ataque, o Sport errava muitos passes – sobretudo, justamente, com o único homem com a responsabilidade de criar jogadas: Aílton. A primeira chegada à meta adversária só se deu aos 22 minutos, em uma cabeçada perigosa de Rodrigo Mancha. Aos 26, também de cabeça, por muito pouco Frontini não ampliava o marcador. O Botafogo-PB seguiu com mais posse de bola, mais volume de jogo, porém sem assustar tanto. Aos 52, Felipe Azevedo ainda acertou o travessão, mas não deu e o jogo ficou mesmo no 1 a 1.

O “efeito vestiário” parece ter surtido efeito e o Sport, mesmo sem qualquer alteração, voltou com uma postura diferente no segundo tempo. Geninho avançou mais os volantes e os laterais e o time ficou mais afoito. A primeira chance de gol, porém, foi do Belo. Aos 5, Lenílson recebeu de cara para o gol e Magrão fez grande desa. Melhor em campo, o Leão chegou ao empate aos 10 minutos. Marcelo Cordeiro cruzou e Felipe Azevedo, sozinho no segundo pau, mandou para as redes.

Logo na jogada seguinte, o lance mais polêmico do jogo. Frontini caiu na área e pediu pênalti do goleiro Magrão nele. Como já tinha amarelo (tomado na comemoração do gol), Frontini recebeu o segundo amarelo e foi expulso para a revolta dos paraibanos. Logo em seguinda, uma confusão tomou conta das arquibancas, entre a polícia e a torcida do Sport. Com o spray de pimenta sendo levado pelo vento para o campo, o jogo acabou paralisado por cinco minutos.

Com o jogo reiniciado, o Sport, mesmo com um a mais, não conseguiu se aproveitar da vantagem numérica. Satisfeito com o ponto conquistado longe de casa, a equipe de Geninho resumiu-se em tocar a bola e esperar o fim do jogo para comemorar o empate com o modesto Botafogo-PB. No finalzinho, Érico Júnior ainda teve a chance da vitória, mas chutou em cima do goleiro.

Ficha do jogo:
-Botafogo-PB: Remmerson; Ferreira, Magno Alves, André Lima e Luciano Amaral; Zaqueu, Hércules (Warley), Pio e Lenílson (Leomir); Rafael Aidar e Frontini. Técnico: Marcelo Vilar.

-Sport: Magrão; Patric, Oswaldo, Ferron e Marcelo Cordeiro; Rodrigo Mancha, Rithely (Everton Felipe), Naldinho e Aílton (Ronaldo); Sandrinho (Érico Júnior) e Felipe Azevedo.
Técnico: Geninho.
-Gols: Frontini (5 do 1ºT); Felipe Azevedo (10, do 2ºT).
-Cartões amarelos: Frontini, Hércules e Zaqueu (B); Patric, Rithely e Naldinho (S).
Cartão vermelho: Frontini (B).
-Árbitro: Charles Hebert Cavalcante Ferreira (AL).
-Auxiliares: Carlos Jorge Titara da Rocha (AL) e Adeilton Guimaraes da Hora (AL).
-Renda e Público: Não divulgados.

 

>Do Diário de PE e Show de Bola da Orobó FM
>Via Dep. de Jorn. da Orobó FM, Eraldo Albuquerque -Orobó; Dom, 19 de Jan. de 2014 -18h14m).


Deprecated: Tema sem comments.php está obsoleto desde a versão 3.0.0 sem nenhuma alternativa disponível. Inclua um modelo comments.php em seu tema. in /home/orobofm/public_html/wp-includes/functions.php on line 5523

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fale Conosco

Share on facebook
Share on whatsapp

Telefones Úteis

  • OROBÓ FM  81 3656 1264
  • ABRIGO SÃO FRANCISCO de ASSIS 81 3656 1594 / 81 9678 7378 (TIM)
  • BANCO do BRASIL  81 3656 1144
  • CÂMARA MUNICIPAL 81 3656 1143
  • CELPE (Companhia Energética de PE) 81 3621 1279 (Carpina)
  • COMPESA (Companhia de Água e Esgoto de PE) 81 3656 1162
  • COMSEF (Comunidade Semeando o Futuro) 81 3656 1399
  • CONSELHO TUTELAR 813656 1206
  • CORREIOS (Empresa de Correios e Telégrafos) 81 3656 1135
  • DETRAN (Departamento Estadual de Trânsito) 81 3638 1194 (Bom Jardim)
  • DELEGACIA (PC) 81 3656 1190
  • DESTACAMENTO (PM) 81 9513 3884
  • ESCOLA ABÍLIO de SOUZA BARBOSA 81 3656 1499
  • ESCOLA PROFESSORA RITA MARIA DA CONCEIÇÃO 81 3656 1578
  • HOSPITAL SEVERINO TÁVORA 81 3656 1124
  • PARÓQUIA NOSSA SENHORA da CONCEIÇÃO 81 3656 1226
  • PREFEITURA 81 3656 1156
  • SECRETARIA de SAÚDE 81 3656 1177