Bottas vence no Azerbaijão e assume liderança na F1

De ponta a ponta, Valtteri Bottas conquistou a vitória no GP do Azerbaijão de Fórmula 1, neste domingo (28), no circuito de rua de Baku. O piloto da Mercedes, em briga particular com o companheiro Lewis Hamilton, levou a melhor e somou pontos preciosos para assumir a liderança do Mundial de Pilotos. Hamilton, em segundo, e Sebastian Vettel, em terceiro, completaram o pódio.

A dupla de pilotos da Mercedes largou em Baku na primeira fila, e conseguiram confirmar o favoritismo no Azerbaijão. A Ferrari, principal concorrente, apostou em uma corrida de recuperação de Charles Leclerc, que largou em oitavo e chegou a liderar a prova, mas não conseguiu superar os rivais, e viu apenas Vettel subir no pódio. 

Pela quarta corrida seguida na temporada, a Mercedes teve uma dobradinha no pódio. Soberana em 2019, a equipe garantiu mais pontos para ampliar a liderança com folgas no Mundial de Construtores.

A Fórmula 1 volta no fim de semana do dia 12 de maio. A próxima parada é no GP da Espanha, no Circuito de Barcelona-Catalunha. A quinta corrida da categoria acontece às 10h10 (de Brasília).

A corrida
Novamente a Mercedes começou o fim de semana de F1 sem ser a favorita para a vitória. Em Baku, a Ferrari apostava em sua dupla, principalmente em Charles Leclerc. Com a batida do monegasco no classificatório e Vettel largando em terceiro, os italianos não conseguiram fazer frente aos alemães e novamente viram a Mercedes fazer uma dobradinha com a dupla.

O jovem monegasco Charles Leclerc largou na oitava colocação, após batida no treino classificatório, e fez uma corrida de recuperação. O piloto da Ferrari, logo na largada, caiu para a décima colocação, mas com menos de 10 voltas já havia pulado para a quinta posição, após realizar belas ultrapassagens. Quando encontrou Max Verstappen na briga pela quinta colocação, Leclerc botou de lado e passou com tranquilidade no início da prova. Após as paradas dos primeiros colocados, o jovem chegou a assumir a liderança da prova.

Com seus dois pilotos largando na primeira fila, a Mercedes precisou de uma estratégia não apenas para buscar a vitória na corrida, mas para segurar as possíveis investidas da Ferrari. Com Leclerc largando com pneus médios, diferente dos principais rivais, o jovem monegasco chegou a incomodar e liderar a prova quando Bottas e Hamilton foram aos boxes. A Ferrari ficou torcendo por um safety car, para poder realizar um pitstop veloz e retornar próximo dos rivais, mas a situação não aconteceu, e o monegasco foi obrigado a fazer pitstop por conta do desgaste dos pneus.

“Vilã” nos últimos anos, largada não tem acidentes
O circuito de rua de Baku recebeu uma prova de Fórmula 1 pela quarta vez, e já é conhecido por ter uma das largadas mais emocionantes da categoria. Neste domingo, diferentemente do que aconteceu nas últimas edições, nenhum grande acidente foi visto nas primeiras curvas no Azerbaijão. Pole position, Valtteri Bottas disputou posição com o segundo colocado Lewis Hamilton e chegaram a passar a centímetros do muro, mas passaram ilesos.

Daniel Ricciardo trocou a Red Bull pela Renault em 2019 e, por enquanto, não vingou na nova equipe. Campeão em 2017 no Azerbaijão, o piloto não teve bom desempenho neste fim de semana e, após se envolver em batida com Kvyat, deixou a prova antes do fim.

Punições movimentam os boxes
Os boxes da F1 foram movimentados desde o início da prova. Pierre Gasly, Robert Kubica e Kimi Raikkonen largaram dos boxes. O finlandês da Alfa Romeo foi punido horas antes do início da corrida, por conta de uma irregularidade em sua asa dianteira. Quem também se deu mal no grid de largada foi Antonio Giovinazzi, companheiro de Kimi, que foi punido com 10 posições e saiu da 18ª posição.

Última colocada no Mundial de Construtores, a Williams segue tendo desempenho pífio na atual temporada. Em quatro corridas, a equipe britânica não conseguiu somar pontos, e ainda segue colecionando erros. Neste domingo, Robert Kubica, que se envolveu em acidente no treino classificatório, largou dos boxes, e ainda sofreu uma penalidade por ter colocado o carro no pitlane muito cedo. Situação complicada da tradicional equipe.

Confira o resultado final do GP do Azerbaijão:
1. Valtteri Bottas (Mercedes/FIN) – 51 voltas em 1h31m52s942

2. Lewis Hamilton (Mercedes/ING) – a +1.524s
3. Sebastian Vettel (Ferrari/ALE) – a +11.739s
4. Max Verstappen (Red Bull/HOL) – a +17.493s
5. Charles Leclerc (Ferrari/MON) – a +69.107s
6. Sergio Perez (Racing Point/MEX) – a +76.416s
7. Carlos Sainz (McLaren/ESP) – a +83.826s
8. Lando Norris (McLaren/ING) – a +100.268s
9. Lance Stroll (Racing Point/CAN) – a +103.816s
10. Kimi Raikkonen (Alfa Romeo/FIN) – a 1 volta
11. Alexander Albon (Toro Rosso/TAI) – a 1 volta
12. Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo/ITA) – a 1 volta
13. Kevin Magnussen (Haas/DIN) – a 1 volta
14. Nico Hulkenberg (Renault/ALE) – a 2 voltas
15. George Russell (Williams/ING) – a 2 voltas
16. Robert Kubica (Williams/POL)

Abandonaram
17. Pierre Gasly (Red Bull/FRA)
18. Romain Grosjean (Haas/FRA)
19. Daniil Kvyat (Toro Rosso/RUS)
20. Daniel Ricciardo (Renault/AUS)

Classificação do Mundial de pilotos
1. Valtteri Bottas (FIN) Mercedes – 87 pontos

2. Lewis Hamilton (GBR) Mercedes – 86
3. Sebastian Vettel (ALE) Ferrari – 52
4. Max Verstappen (HOL) Red Bull – 51
5. Charles Leclerc (MON) Ferrari – 47
6. Sergio Pérez (MEX) Racing Point – 13
7. Pierre Gasly (FRA) Red Bull – 13
8. Kimi Raikkonen (FIN) Alfa Romeo – 13
9. Lando Norris (GBR) McLaren – 13
10. Kevin Magnussen (DIN) Hass – 8
11. Nico Hulkenberg (ALE) Renault – 6
12. Carlos Sainz Jr. (ESP) McLaren – 6
13. Daniel Ricciardo (AUS) Renault – 6
14. Lance Stroll (CAN) Racing Point – 4
15. Alexander Albon (TAI) Toro Rosso – 3
16. Daniil Kvyat (RUS) Toro Rosso – 1
17.Romain Grosjean (FRA) Haas – 0
18. Antonio Giovinazzi (ITA) Alfa Romeo – 0
19. Robert Kubica (POL) Williams – 0
20. George Russell (GBR) Williams – 0

Classificação do Mundial de construtores
1. Mercedes – 173 pontos
2. Ferrari – 99 pontos
3. Red Bull – 64 pontos
4. McLaren – 18 pontos
5. Racing Point – 17 pontos
6. Alfa Romeo – 13 pontos
7. Renault – 12 pontos
8. Haas – 8 pontos
9. Toro Rosso – 4 pontos
10. Williams – 0

Calendário
12/5
Espanha – Barcelona

26/5
Mônaco – Monte Carlo

9/6
Canadá – Montreal

23/6
França – Paul Ricard

30/6
Áustria – Spielberg

14/7
Inglaterra – Silverstone

28/7
Alemanha – Hockenheim

4/8
Hungria – Hungaroring

1/9
Bélgica – Spa-Francorchamps

8/9
Itália – Monza

22/9
Singapura – Cidade de Singapura

29/9
Rússia – Sochi

13/10
Japão – Suzuka

27/10
México – Cidade do México

3/11
Estados Unidos – Austin

17/11
Brasil – São Paulo

1/12
Emirados Árabes Unidos – Abu Dhabi

Foto: Alexander Nemenov/ AFP
>Da Folha de PE
>Via Dep. de Jorn. da Orobó FM, (Eraldo Albuquerque -Orobó; Domingo, 28 de Abril de 2019 -12h51m)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>