Quando a tecnologia prejudica a visão

Conviver com a era da tecnologia é inevitável. Afinal, quem não usa os smartphones, tablets e computadores? Porém o uso excessivo desses equipamentos pode trazer consequências para sua saúde da sua visão. Médicos oftalmologistas de todas as partes do mundo estão em alerta para os riscos que este hábito pode trazer à saúde dos olhos, principalmente das crianças e adolescentes. 

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Centro de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br) cerca de 69% dos jovens de 9 a 17 anos utilizam algum tipo de aparelho eletrônico para se conectar a internet, por mais de uma vez ao dia. Essa intensa exposição à luz azul das telas de eletrônicos tem sido correlacionada ao aumento significativo dos casos de miopia.

“As crianças cujos pais ou familiares próximos possuem miopia, já possuem uma tendência maior a desenvolver esse quadro. Então, o cuidado no número de horas que a elas passam na frente do computador tem que ser maior”, afirma a oftalmologista da Univision Recife, Ana Cláudia Tabosa, especialista em lente de contato e córnea.

O envelhecimento de células da retina, mais comum a partir dos 70 anos, pode acontecer precocemente com uso exagerado dos aparelhos eletrônicos causando a degeneração macular. “Há um processo de aceleração de envelhecimento por essa luz azul, que causa a oxidação das células. O que recomenda-se é a adequar a intensidade dessa luz ao ambiente”, explica o oftalmologista da Univision, Marconi Mahon.

Consultar um especialista é fundamental. Por isso, até mesmo o uso de lubrificantes oculares deve ser prescrito por um médico para definir um colírio ideal. Alguns hábitos podem ser adquiridos para diminuir os danos aos olhos. “No caso das crianças, é importante que elas tenham contato com os ambientes externos, com atividades que a façam olhar para longe”, ressalta o oftalmologista Marconi.

A estudante Camila Mirelle, de 24 anos, tenta controlar o tempo e, principalmente, a distância entre o aparelho e o rosto da pequena Sofia Rodrigues, de 4 anos. “Desde os seis meses nós começamos a perceber que ela tinha tendência a ter um grau mais elevado. Há um mês ela começou a usar óculos e os cuidados aumentaram, já que ela adora ficar no celular. Controlo a luminosidade, ela geralmente fica só uma hora por dia”, ressalta Camila.

De acordo com a oftalmologista da Univision, Telma Florêncio, especialista em retina clínica e cirurgia para retinopatia, alguns mitos precisam ser esclarecidos. “Na internet tem circulado informações, que nem sempre são verdadeiras. Não existe comprovação de que o uso frequente de aparelhos eletrônicos cause danos permanentes e até mesmo um câncer. O que existe, no caso da miopia, é a progressão rápida e um aumento anual do grau”, avalia.

Centro oftalmológico
A Univision é um centro oftalmológico composto por 11 especialistas com mais de 20 anos de experiência. Com capacidade para realizar 350 procedimentos por dia, entre consultas, exames e tratamentos. a unidade está localizada na Torre Alfred Nobel, 9º andar – rua Senador José Henrique, número 224 – no bairro da Ilha do Leite.

Foto: Arthur Mota/ Folha de Pernambuco
>Da Folha de PE
>Via Dep. de Jorn. da Orobó FM, (Eraldo Albuquerque -Orobó; Segunda, 08 de Abril de 2019 -11h39m)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>