Arquidiocese de Olinda e Recife apresenta inventário histórico a partir do século 17

A Arquidiocese de Olinda e Recife apresentou, na manhã desta sexta-feira (14), o inventário das documentações das igrejas antigas de Olinda e Recife. O arquivo está instalado no Centro Arquidiocesano de Pastoral, na Várzea, Zona Oeste do Recife.

O inventário resulta de análise e trabalho de conservação de aproximadamente 400 caixas de documentos e acervos coletados e recolhidos de igrejas históricas no território da Arquidiocese, que reúne 132 paróquias. 

A administradora do arquivo, Acácia Coutinho, explica que o trabalho começou com a criação da comissão de bens culturais da igreja, em 2012. “A primeira proposta da comissão foi exatamente a criação do arquivo eclesiástico,que já existia, mas estava guardado em uma sala do centro e fragmentada entre as igrejas”.

De acordo com a coordenadora do Projeto de Preservação da Memória do arquivo, Débora Mendes, a ação necessitou de um grande investimento de tempo e corpo de funcionários e da criação de um ambiente adequado para receber os documentos. 

O inventário é composto por documentos produzidos ao longo dos anos pela igreja católica – de acordo com Débora, o mais antigo tem data do século XVII e ficará exposto no arquivo do Centro Arquidiocesano de Pastoral.

“Estes documentos nos dão um perfil de como era a sociedade pernambucana nas épocas passadas, como eram os costumes, as tradições, a maneira de viver, toda a vida da comunidade daquela época”, afirma a coordenadora. O objetivo do projeto, ainda segundo Débora, é difundir, dar acesso e preservar a memoria dos séculos passados.

Para ter acesso aos documentos, os pesquisadores devem enviar e-mail para arquivodomlamartine@gmail.com, explicando sua pesquisa e especificando o tipo de documentos e também solicitando uma data e horário para ir ao acervo. Feito o agendamento, a equipe seleciona e separa os materiais referentes à pesquisa para que o interessado faça sua consulta no local.

 “Este é um momento muito belo para nossa Arquidiocese e para a história de Pernambuco. Um povo sem escrita e sem atitudes é um povo sem memória, e isso (as escrituras) nos ajuda a preservar a nossa memória” declarou o bispo-auxiliar da Arquidiocese de Olinda e Recife, dom Limacêdo.

De acordo com a Arquidiocese, o lançamento do inventário faz parte da primeira fase do projeto de preservação da memória do arquivo, em parceria com Governo de Pernambuco e a Fundarpe, por meio do Funcultura. 

Arquidiocese de Olinda e Recife apresenta projeto de conservação e restauro de documentos e livros das igrejas de Recife e Olinda

Arquidiocese de Olinda e Recife apresenta projeto de conservação e restauro de documentos e livros das igrejas de Recife e Olinda

Arquidiocese de Olinda e Recife apresenta projeto de conservação e restauro de documentos e livros das igrejas de Recife e Olinda

Arquidiocese de Olinda e Recife apresenta projeto de conservação e restauro de documentos e livros das igrejas de Recife e Olinda

Fotos: Leo Malafaia/ Folha de Pernambuco

>Da Folha de PE
>Via Dep. de Jorn. da Orobó FM, (Eraldo Albuquerque -Orobó; Sexta, 15 de Fevereiro de 2019 -19h49m)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>