Desafio da ‘Boneca Momo’ ameaça jovens em mensagens no WhatsApp

Um desafio que leva a pessoa ao sufocamento, chamado de “Boneca Momo”, tem circulado no aplicativo de mensagens WhatsApp. No Recife, o jogo já fez uma vítima fatal: uma criança de 9 anos foi encontrada pelos pais enforcada em uma árvore por um fio, no quintal de sua casa, localizada no bairro do Cordeiro, Zona Oeste da cidade. Ele chegou a ser levado com vida para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no bairro dos Torrões, depois foi transferido para um hospital particular na Ilha do Retiro, mas não resistiu. A professora Jany Nascimento, mãe de Arthur Luis Barros Santos, prestou depoimento nessa quarta-feira (22), no Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA), afirmando que o filho estaria participando de um jogo e foi induzido a se enforcar. 

“Só percebi que ele participava desses jogos depois que ele morreu. É muita dor. Um dia ele perguntou se eu tinha medo de uma boneca chamada Momo. Ele mostrou essa imagem do tablet dele. Só que eu não sabia o que era essa boneca. Depois, eu soube que ela fazia um desafio de sufocamento para saber quanto a pessoa poderia aguentar”, afirmou Jany, em entrevista a uma emissora local. Ainda segundo a mãe, é possível que o desafio tenha sido mostrado ao seu filho por alguma criança da escola ou do curso que ele fazia. 

A Policia Civil instaurou inquérito para investigar a morte da criança, e os aparelhos (celular e tablet) apresentados pela família já foram encaminhados para a perícia. Uma equipe do Instituto de Criminalística (IC) também esteve no quintal onde o menino foi encontrado. A delegada responsável pelo caso, Thais Galba, declarou que ainda não pode afirmar se a criança foi realmente vítima de um desafio da internet. “Ouvimos os pais pela manhã, mas preciso da perícia tanatoscópica, que é a que fez a necropsia na criança para identificar a causa da morte. A mãe falou que em um determinado momento que o filho mostrou a imagem dessa boneca, mas ela não sabia que era um jogo. Não conseguimos visualizar essa imagem, mas estamos investigando no que tange à nuvem e às pastas de compartilhamentos”, disse a delegada, também durante a entrevista.

No mesmo dia do depoimento dos pais de Arthur, outra criança de 12 anos, que reside em Aldeia, também teria sido socorrida com os mesmos sinais de enforcamento. A informação foi repassada à Folha de Pernambuco por uma fonte ligada à Polícia Civil, que preferiu não ser identificada. Os responsáveis pela criança, que está internada em um hospital particular do Recife, registraram queixa e há suspeita de que ela também tenha participado do desafio.

Foto: Pixabay
>Da Folha de PE
>Via Dep. de Jorn. da Orobó FM, (Eraldo Albuquerque -Orobó; Quinta, 23 de Agosto de 2018 -15h20m)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>