Obra em sistema de esgoto altera trânsito na área central do Recife durante 90 dias

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) começa, na segunda-feira (13), uma obra de esgotoamento sanitário na Cabanga, na área central do Recife. A meta é melhorar a operação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETA) do bairro, a maior da cidade. Por causa do serviço, está prevista uma alteração no trânsito durante 90 dias.

Por csua da obra, parte da Rua Comandante Antônio Manhães de Matos, próximo à Praça Governador Paulo Guerra, tem interditado um trecho de 60 metros. O bloqueio começa às 9h30 da segunda-feira.

De acordo com a companhia, técnicos da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) orientam os motoristas ao longo de todo o período de intervenção.

Durante o período, os motoristas que passam pela área em direção ao bairro de Boa VIagem, na Zona Sul, devem encontrar desvios no entorno da obra.

A Compesa informou que quem passa pela Rua Comandante Antônio Manhães de Matos deve entrar na Rua Bituri e acessar a Avenida Engenheiro José Estelita, que passa a ter duplo sentido no trecho alterado durante a obra. Os veículos precisam seguir em direção a um acesso aberto para a Avenida Saturnino de Brito.

Motoristas precisam ficar atentos às mudanças no trânsito na Zona Sul do Recife em consequência de obras da Compesa (Foto: Compesa/Divulgação)

Motoristas precisam ficar atentos às mudanças no trânsito
na Zona Sul do Recife em consequência de obras da Compesa
Foto: Compesa/ Divulgação

Os condutores de ônibus e motos que seguem para o bairro de Boa Viagem pelas vias Avenida Engenheiro José Estelita e Avenida Saturnino de Brito precisam ficar atentos ao estreitamento da faixa exclusiva.

Além disso, os motoristas de caminhões e carretas que passarem pela área devem realizar desvio pela Rua Capitão Temudo para ter acesso à Ponte Governador Paulo Guerra.

Segundo a companhia, o esquema de trânsito não atinge os motoristas que passam pelo bairro da Cabanga por meio do Viaduto Capitão Temudo.

Obra

A Compesa informou que a previsão é investir mais de R$3,5 milhões na recuperação da estação de tratamento. A obra consiste na abertura de uma vala para o remanejamento de 45 metros de tubulações por onde passam o esgoto.

A companhia informou, ainda, que a unidade sofre influência das marés e tem um nível alto do lençol freático, o que pede a realização de um rebaixamento. A obra tem como objetivo melhorar a entrada dos resíduos na etapa inicial do tratamento de esgoto.

A obra tem a execução da BRK Ambiental. A empresa é parceira da Compesa no Programa Cidade Saneada, a Parceria Público-Privada (PPP) do Saneamento da Região Metropolitana do Recife.

Foto Destacada: Google Street View/ Reprodução
>Do G1 PE
>Via Dep. de Jorn. da Orobó FM, (Eraldo Albuquerque -Orobó; Domingo, 12 de Agosto de 2018 -20h50m)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>