Náutico vence Botafogo/PB e entra no G4 da Série C

O Náutico está no G4 do Grupo A da Série C pela primeira vez. Foram necessárias 11 rodadas, uma mudança de treinador, alterações na base titular e uma sequência de quatro vitórias em cinco jogos, sendo três consecutivas, para o Timbu fazer jus aos prognósticos criados antes da competição. A primeira fase está longe de acabar, mas o clube deu um passo importante para começar, de fato, a mirar somente o topo da tabela. Com o triunfo de 2×0 diante do Botafogo/PB, nesta segunda (25), na Arena de Pernambuco, a equipe pulou para a terceira posição, com 16 pontos.

De pé em pé, com uma triangulação perfeita, o Náutico construiu um golaço logo aos três minutos. Daqueles que deixa o adversário desnorteado. Jobson iniciou a jogada pela direita e deu ótimo passe para Robinho. Improvisado como atacante centralizado por conta dos desfalques de Ortigoza e Wallace Pernambucano, o prata da casa não somente fez bem o pivô como também devolveu a bola com um toque de calcanhar. Dudu completou a jogada com categoria para fazer 1×0.

Na base dos toques rápidos, o Náutico ditou o ritmo de jogo com movimentação intensa do trio de ataque. O Botafogo/PB se limitou a tentar o gol de empate em bolas paradas com Marcos Aurélio.  Em um dos lances, o meia cobrou falta e a zaga afastou. No rebote, Daniel soltou uma bomba que carimbou a trave esquerda de Bruno. O susto não apagou o fato de que o Timbu controlou a partida nos primeiros 45 minutos.

O gol bem anulado de Lelê no início do segundo tempo deu mostras de que o Náutico não diminuiria o ritmo após o intervalo. Procurando ganhar uma presença mais forte na área, o técnico Márcio Goiano sacou Dudu para a entrada de Tharcysio. Com a mudança, Robinho foi deslocado para atuar aberto pelo lado direito.

O ímpeto do Botafogo/PB de buscar o empate sofreu um duro baque aos 17 minutos. Nando empurrou um jogador do Náutico sem bola e recebeu o cartão vermelho direto. Com mais espaço para jogar, o Timbu foi buscar o gol que sacramentaria o resultado positivo. O lance poderia ter saído de pênalti, mas o árbitro não assinalou a falta que Luiz Henrique sofreu dentro da área. Minutos depois, os mandantes foram beneficiados com a falha de Walber. O zagueiro tentou cortar um cruzamento e marcou contra, decretando o 2×0 que aumentou ainda mais o sonho do acesso à Série B para os pernambucanos.

– FICHA TÉCNICA:

-Náutico  2
Bruno; Bryan, Sueliton, Rafael Ribeiro e Assis; Josa, Luiz Henrique e Jobson (Júnior Lemos); Dudu(Tharcysio), Robinho (Jimenez) e Lelê. Técnico: Márcio Goiano.
-Botafogo/PB  0
Saulo; Gedeilson, Júnior Lopes, Walber e Daniel; Hiroshi (Allan Dias), Rogério, Clayton (Jobinho) e Marcos Aurélio; Nando e Dico (Mário). Técnico: Evaristo Piza.
-Gols
Dudu aos 03′ do 1ºT e Walber aos 41′ do 2ºT.
-Cartões Amarelos
Marcos Aurélio e Clayton (B).
-Cartão Vermelho
Nando (B).
-Público
3.703
-Renda
R$ 37.245,00
-Árbitro
Jefferson Ferreira de Moraes (GO). 
-Assistentes
Fabricio Vilarinho da Silva e Marcio Soares Maciel (ambos de GO).
-Local
Arena de Pernambuco (São Lourenço da Mata/PE).

– MELHORES MOMENTOS:

– PRÓXIMOS JOGOS DO NÁUTICO:

12ª RODADA
->SÁBADO (30)

-18h -Arena de Pernambuco (São Lourenço da Mata-PE)
>Náutico x Atlético-AC

13ª RODADA
->SÁBADO (07 de JULHO)

-20h15 -Batistão (Aracaju)
>Confiança-SE x Náutico

>Da Folha de PE e Show de Bola da Orobó FM
>Via Dep. de Jorn. da Orobó FM, (Eraldo Albuquerque -Orobó; Segunda, 25 de Junho de 2018 -21h47m)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>