Volvo XC40 flerta com a autonomia

Nome forte no segmento dos caminhões, a Volvo também está cada vez mais presente no mercado de utilitários. A montadora já responde por mais de 10% dos SUVs vendidos no País. E quer crescer ainda mais. Por isso, está trazendo um novo modelo para o Brasil. É o XC40, que mantém o imponente design sueco, mas é menor e mais acessível que o XC90 e o XC60: o lançamento será vendido entre R$ 170 mil e R$ 215 mil e é considerado o semiautônomo mais barato do Brasil.

 

 

“Apesar de ser o nosso menor SUV, esse modelo está longe de ser pequeno”, avisou o presidente da Volvo no Brasil, Luiz Rezende. Ele explicou que o modelo inaugura a nova plataforma modular da marca sueca, a CMA, que oferece dimensões amplas para o veículo. O entre-eixos, por exemplo, chega a 2,7 metros, garantindo bom espaço interno. E as novidades não param por aí. A CMA já nasceu pronta para a eletrificação. Por isso, vai permitir que o XC40 ganhe uma versão híbrida já nos próximos anos.

Veja vídeo:

O SUV realmente mostra que a Volvo está antenada com o futuro. Além de já nascer pronto para as futuras baterias elétricas, o XC40 conta com tantos programas de auxílio à condução que é considerado um veículo de direção semiautônoma. Entre as facilidades, estão frenagem automática; alerta de mudança de faixa, que leva o carro de volta para a faixa original caso haja risco de colisão na faixa lateral; e controle de cruzeiro adaptativo (ACC), que permite ajustar a velocidade e a distância em relação ao automóvel da frente. Com isso, o XC40 pode acelerar, frear e até fazer curvas de forma autônoma até os 130 km/h. Ou seja, se não acelerar demais, o motorista pode tirar os pés do acelerador e as mãos do volante que o carro segue sozinho. E esta opção pode fazer parte de qualquer versão do XC40: já vem de série na versão top, mas pode ser adquirida por apenas R$ 5 mil nas demais configurações do SUV.

O XC-40 será vendido em três versões no Brasil: T4 (R$ 169.950), T5 Momentum (R$ 194.950) e T5 R-Design (R$ 214.950). Os carros são equipados com os motores T4 e T5, motores turbo só recebem gasolina, mas oferecem disposição de sobra. O T4 chega a 30 kg de torque e 190 cavalos de potência. Já o T5 vai a 35 kg de torque e 252 cavalos. E aqui eles são combinados a um câmbio automático de oito velocidades. Conduzir o XC40 é sempre divertido. Segundo a Volvo, dá para sair do zero aos 100 km/h em 6,4 segundos. E ainda dá para deixar o carro mais esportivo, ativando o modo de condução Dynamic. Ainda é possível colocar nos modos off-road, conforto e eco, que prioriza o consumo de combustível.

O SUV ainda brinda os passageiros com muito conforto. Além de amplos bancos de couro, o modelo oferece uma série de porta-objetos – tem até gancho para bolsas no porta-malas. E a central multimídia impressiona, porque oferece informações de todo o veículo e vem na posição vertical, como um tablet, para facilitar a visualização de mapas. Por tudo isso, as expectativas da Volvo em relação ao XC40 são altas: a ideia é vender duas mil unidades do modelo no Brasil só neste ano.

Foto: Divulgação
>Da Folha de PE
>Via Dep. de Jorn. da Orobó FM, (Eraldo Albuquerque -Orobó; *Segunda, 16 de Abril de 2018 -14h14m)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>