Como saber se JBL Charge 3 é original ou réplica? Veja dicas antes de comprar

A JBL Charge 3, a caixa de som portátil da JBL, ficou popular no último ano. Por conta disso, réplicas e versões falsas do aparelho começaram a surgir no mercado. Como o modelo tem o preço elevado ─ atualmente, ele pode ser encontrado por cerca de R$ 700 ─, o valor cobrado por lojas online e revendedores não autorizados pode atrair as pessoas.

Para te ajudar a evitar problemas futuros, o TechTudo separou algumas dicas de como identificar se a JBL Charge3 é original ou não. Vale ressaltar que a maioria das orientações também é válida para outros aparelhos eletrônicos.

Caixa de som Bluetooth: cinco dicas para usar melhor

Caixa de som Bluetooth: cinco dicas para usar melhor

1. Compare  as  embalagens  e  os  produtos  com  o  da  loja  oficial

O primeiro questionamento a se fazer é sobre a aparência do aparelho e da caixa. Confira se a embalagem é exatamente igual à disponibilizada pela fabricante e verifique se as informações que estão presentes nela também são as mesmas.

O mesmo vale para o dispositivo em si: é muito importante conferir se todos os botões, entradas, conectividades e funções estão corretos. Veja também se o tamanho e o peso estão iguais. Caso alguma das características não bata, pode ser que o aparelho seja uma réplica ou, até mesmo, falsificado.

Confira se as entradas e botões são as mesmas em relação ao aparelho da loja oficial (Foto: Lucas Mendes/TechTudo)

Confira se as entradas e botões
são as mesmas em relação ao aparelho da loja oficial
Foto: Lucas Mendes/ TechTudo

2. Teste  a  qualidade  do  som  e  do  material

Antes de finalizar qualquer compra, procure sempre testar o produto que você pretende adquirir. Primeiro, para saber se tudo está funcionando corretamente. Segundo, para ter certeza de que o que o vendedor está entregando realmente cumpre aquilo que ele prometeu. Aparelhos falsificados e réplicas, de modo geral, costumam oferecer uma experiência de uso inferior em relação ao dispositivo original.

Portanto, para garantir que você não será enganado por ninguém, confira se a qualidade do som da caixinha de som é a mesma da original JBL. O material também pode ajudar: caso você perceba que o aparelho está um pouco frágil e que o material não parece ser tão bom, não compre. A chance de ser uma réplica é grande. Além disso, como a Charge 3 é resistente à água, essa pode ser uma boa maneira de testar o produto antes de comprá-lo.

JBL Charge3 original é resistente à água (Foto: Isabela Giantomaso/TechTudo)

JBL Charge3 original é resistente à água
Foto: Isabela Giantomaso/ TechTudo

3. Certifique-se se  da  origem  do  produto

Outro ponto essencial é conhecer quem está vendendo e de onde o aparelho vem. Existem muitas pessoas que trabalham legalmente com revenda. Porém, também há aqueles que comercializam produtos falsos na tentativa de enganar o comprador.

Por isso, antes de fechar negócio, procure conversar com outras pessoas que já compraram com o mesmo vendedor para saber se ele é de confiança, além de exigir sempre a nota fiscal. Se for possível, tente checar o número que consta na nota para ter certeza de que ela também não é falsa.

4. Confira  o  preço  e  as  especificações  da fabricante

Por fim, cheque se as configurações do aparelho são as mesmas do site da fabricante. Caso você encontre alguma discrepância nas informações, é provável que essa JBL não seja original. Além disso, fique atento também ao preço: se o valor cobrado for muito inferior ao definido pela loja, a chance de haver algo ilegal com o dispositivo é grande.

No caso da Charge 3, que custa atualmente cerca de R$ 700, uma diferença de R$ 200 já é o suficiente para ficar de olho na origem do produto.

>Do Globo.com e TechTudo
>Via Dep. de Jorn. da Orobó FM, (Eraldo Albuquerque -Orobó; Domingo, 07 de Janeiro de 2018 -16h09m)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>