Sport bate Corinthians e garante permanência na Série A

Não havia outro momento. Teria de ser neste domingo, na Ilha do Retiro, diante do campeão Corinthians. E o cenário de sofrimento se justificava porque não dependia apenas do Sport. Outros resultados seriam necessários para que o rebaixamento fosse afastado de vez dos pesadelos leoninos. E todo o script seguiu como nos melhores sonhos do torcedor rubro-negro. Além da vitória por 1×0, com gol de André, as derrotas de Coritiba e do Vitória, ambos por 2×1, fizeram o clube conseguir a sua tão aguardada salvação. Assim a equipe concluiu sua participação na Primeira Divisão de 2017 na 15ª colocação, com 45 pontos.

Um natural espaço, devido à situação do Corinthians, já campeão e apenas cumprindo tabela nesta última rodada da Série A, foi dado ao Sport no primeiro tempo de jogo. E a equipe leonina até apresentou uma posse de bola maior, com um pico de 63%. Mas faltou a efetividade ofensiva. O nervosismo também era esperado. Afinal, além da necessidade pela vitória, o Leão ainda dependia de outros resultados simultâneos. Para se ter uma ideia, poucas foram as chances de gol protagonizadas pelo rubro-negro, com apenas duas finalizações no gol corintiano. Ambas, no entanto, com pouco perigo.

Por outro lado, apesar do pouco compromisso com o jogo, o Corinthians chegou a ficar muito próximo da abertura do placar. Aos 22 minutos, Giovanni Augusto chutou, a bola desviou em Kazim e sobrou para Pedrinho, que cabeceou com muito perigo. Para evitar o gol, Magrão foi responsável por ótima defesa. No rebote, Rodrigo chutou firme, e o goleiro rubro-negro foi um milagre. Na reta final do primeiro tempo, a partida ficou mais amena. As equipes passaram a não se expor tanto no jogo, e o placar ficou no 0x0.

Na volta para o segundo tempo, nenhuma alteração foi protagonizada pelos dois treinadores. Em outro quesito, no entanto, a mudança foi efetiva e fundamental para o Sport. Aos 11 minutos, Mena tocou para Diego Souza que viu Cássio sair do gol e voltou para o companheiro. Então, o lateral cruzou para André, que abriu o marcador. Festa completa na Ilha. Nos minutos subsequentes, os resultados que interessavam aos rubro-negros foram se desenhando, e o sentimento de alívio só foi garantido com o apito final. Em 2018, a Série A será novamente um lugar leonino.

– FICHA DE JOGO:

-Sport
Magrão; Raul Prata, Henríquez, Durval e Sander; Anselmo, Patrick, Mena (Rithely) e Diego Souza; Marquinhos (Rogério) e André. Técnico: Daniel Paulista.
-Corinthians
Cássio; Léo Príncipe, Pedro Henrique, Balbuena, Marciel; Gabriel, Fellipe Bastos (Paulo Roberto), Rodrigo Figueiredo, Pedrinho (Mantuã), Giovanni Augusto; Kazim (Danilo). Técnico: Fábio Carille.
-Gols
André (aos 11 do 2ºT).
-Cartões amarelos
Durval (Sport); Felipe Bastos, Kazim (Corinthians).
-Público e Renda
Não divulgados.
-Arbitro
André Marques Ribeiro/Fifa (MG).
-Assistentes
Guilherme Dias Camilo e Sidmar dos Santos Meuer (Ambos de MG).
-Local
Estádio da Ilha do Retiro, no Recife.

– MELHORES MOMENTOS:

>Da Folha de PE e Show de Bola da Orobó FM
>Via Dep. de Jorn. da Orobó FM, (Eraldo Albuquerque -Orobó; Domingo, 03 de Dezembro de 2017 -18h20m)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>