Náutico faz o dever de casa e retoma liderança do Estadual

Num jogo lento e que o destempero dos jogadores do Central complicou no segundo tempo, o Náutico venceu por 3×0 e voltou à liderança do Hexagonal do Título do Campeonato Pernambucano. O Timbu chegou aos 20 pontos, mesma pontuação do Salgueiro, mas leva vantagem por ter vencido o Carcará por 1×0. Os dois times decidem a primeira colocação no próximo domingo (10), no Cornélio de Barros.

Em câmera lenta o Náutico foi dono da bola, mas faltou objetividade para finalizar e velocidade para ludibriar a marcação do Central. A Patativa entrincheirou-se em seu campo defensivo, tomou os espaços e dificultava as ações do timbu. E na primeira escapada quase surpreende, com um chute de Gustavo Henrique na trave aos cinco minutos. O timbu devolveu aos 17 numa cabeçada de Renan Oliveira. Depois de bater na trave, Juninho mandou para fora.

Depois dessas duas jogadas o jogo ficou preso no meio com o Náutico tentando, com dificuldade, chegar na área da Patativa mas sem que nenhum de seus atacantes conseguisse finalizar. Para completar, o Central resolveu abrir a caixa de ferramentas abusando das faltas. Terminou com a expulsão de Moisés, aos 34 minutos. Mas nem mesmo com o adversário inferiorizado os alvirrubros conseguiram bombardear.

Na volta para o segundo tempo, Lourival perdeu uma grande chance aos três minutos. E aquela velha história do ‘quem não faz leva’ entrou em campo nos pés de Daniel Morais. Apenas dois minutos depois ele recebeu de Rafael Colho, e bateu cruzado para abrir o marcador. O jogo estava bem encaminhado, tanto que o time da casa diminuiu bastante o ritmo, apenas para levar o jogo em banho-maria.

Mas o Central perdeu a cabeça. Aos 24, Jonatas cometeu pênalti e foi expuls porque já tinha amarelo. Índio ironizou o trabalho de Deborah Cecília e foi embora mais cedo também. Tudo desenhado para os alvirrubros fecharem a tampa do caixão. Mas na cobrança Ronaldo Alves, por excesso de confiança ou falta de foco bateu muito mal e facilitou a vida de Juninho, que fez a defesa.

O defensor redimiu-se aos 38. Renan Oliveira cruzou e o camisa 3, como um centroavante, escorou com o bico da chuteira para fazer 2×0 e consolidar a vitória e assumir a artilharia. Aos 43, Daniel Morais entrou de carrinho e completou cruzamento de Thiago Santana para as redes.

FICHA DO JOGO:

-Náutico
Rodolpho; Rafael Pereira (Joazy), Ronaldo Alves, Fabiano Eller e Henrique; Eduardinho, Rodrigo Souza (Ygor), Renan Oliveira, Rafael Coelho (Thiago Santana) e Rony; Daniel Morais. Técnico: Gilmar Dal Pozzo.
-Central
Juninho; Luiz Matheus (Jefinho), Vinícius, Márcio Paraíba e Jonatan; Moisés, Gustavo Henrique, Walasson e Giso; Lourival e Índio. Técnico: Flávio Batista.
-Gols
Daniel Morais, aos 05; Ronaldo Alves, aos 38; e Daniel Morais, aos 43 do segundo.
-Cartões amarelos
Rodrigo Souza (N), Márcio Paraíba e Lourival (C).
-Expulsões
Moisés, Jonatan e Índio (C).
-Renda
R$ 78.495.
-Público
4.013.
-Árbitro
Deborah Cecília Cruz Correia.
-Assistentes
Elan Vieira de Souza e Albert Junior. 
-Local
Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata.

—-

>Do Blog do Torcedor e Show de Bola da Orobó FM
>Via Dep. de Jorn. da Orobó FM, (Eraldo Albuquerque -Orobó; Domingo, 03 de Abril 2016 -18h21m)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>